Quem Somos

Sobre Nós

A gestão 2015-2017 do Grande Conselho da Ordem DeMolay para o Estado do Pará (GCE-Pará) assume com o plano de avançar na parte administrativa, mas também no fortalecimento da imagem da instituição junto à sociedade. A ideia é que a sociedade paraense conheça cada vez mais quais os objetivos e bandeiras da Ordem DeMolay, o que, a médio prazo deve se reverter em maior credibilidade e mais jovens interessados em ingressar em nossas fileiras.
“Escolhemos o lema ‘É Temo de virtudes’ justamente por isso. A ideia é que o demolay sempre se destaque nos grupos em que atua na sociedade, reconhecido como um jovem de valores sólidos, defensor de uma vida sadia, da justiça social, das escolas públicas, etc. Precisamos que a comunidade sempre nos reconheça assim, de forma a potencializarmos nossa visibilidade”, explica o novo grande mestre, Patrick Roberto, maçom de Marabá.
Para essa missão, ele conta em sua equipe com maçons que são referência por seus históricos de serviços prestados à ordem, e ativos em suas loja maçônicas, como é o caso do adjunto Diktherman Viana, e dos demais membros: Ivo Moacir Simões, Mauro Rosendo, André Pompeu, André Panato, Carlos Menezes e Ulysses Noblath.
De outro lado, a gestão deve trabalhar para reabrir capítulos adormecidos no interior, assim como avançar na abertura de capítulos em cidades que ainda não contam com a Ordem DeMolay. Dois dos que devem surgir logo, até por que as lojas maçônicas desses orientes já aprovaram, é o de Conceição do Araguaia e o de Eldorado do Carajás. Em ambos, já existe formação destacada para os conselhos consultivos.